Novo Decreto endurece medidas em 134 cidades do Paraná, veja quais são

Na tarde desta terça-feira, 30/06, o Governador Ratinho Junior adotou medidas mais severas de combate à pandemia. Mudanças fundamentais que acontecem tardiamente no Paraná, após centenas de mortes e milhares de infectados pela COVID-19. Agora o Governador precisa cobrar rigor no isolamento e mais limitações, além de criar mecanismos para as pessoas poderem cumpri-lo, como por exemplo, fazer a agência Fomento Paraná liberar os créditos, ampliar o programa Comida Boa e criar outros programas sociais.

O Decreto 4.942 dispõe sobre algumas medidas restritivas em diferentes regiões do estado, especialmente onde a pandemia se alastrou fortemente e as regiões que estão começando a sentir a saturação do sistema de saúde. São sete Regionais de Saúde que sofrerão mudanças a partir do dia 01/07, são elas: 2a Regional de Curitiba; 9a Regional de Foz do Iguaçu; 10a Regional de Cascavel; 13a Regional de Cianorte; 17a Regional de Londrina; 18a Regional de Cornélio Procópio; 20a Regional de Toledo.

Entre as medidas restritivas adotadas pelos próximos quatorze dias estão: o fechamento de serviços considerados não essenciais, como shoppings, academias, comércio de rua, feiras livres, salões de beleza e clubes; a adoção de realização de reuniões virtuais; o atendimento via “delivery” por restaurantes e lanchonetes; a proibição do funcionamento de mercados aos domingos com atendimento de 30% da capacidade total; suspensão do serviço de conveniência dos postos de combustíveis; suspensão de parques e praças; suspensão de cirurgias eletivas; utilização dos transportes coletivos apenas para trabalhadores dos serviços considerados essenciais; entre outras coisas.

O Governador Ratinho demorou para tomar medidas mais rígidas, o que contribuiu com o avanço e a proliferação da COVID-19 no Paraná. Um exemplo é a superlotação dos ônibus, que poderia ter sido resolvido anteriormente, o estado todo está sofrendo com este problema. O Governo tem poder de decisão sobre a capacidade máxima de passageiros, no momento o transporte coletivo tem sido alvo de críticas pelo descontrole dos ônibus lotados.

O deputado Arilson fala sobre a inércia do Governo durante a pandemia, “a Fomento Paraná, que é uma Agência de crédito do Governo disse que ia distribuir crédito fácil para os comerciantes, estou sendo procurado por muitos que não tiveram acesso. O mínimo que o Governo pode fazer agora é atender a todos que precisarem fechar com este novo decreto, precisa estender a mão para quem vai ficar com as portas fechadas. É isso que o Brasil deveria ter feito, dado condições para que as pessoas ficassem em casa e se protegessem”. Chiorato, ao se referir ao Governador, ainda diz que “é hora de fazer o estado funcionar Governador, chega de propaganda e dar volta no problema, precisamos acertar o corona e suas consequências”.

Veja abaixo a lista de cidades que precisarão cumprir as medidas do Decreto:

Abatiá, Adrianópolis, Agudos do Sul, Almirante Tamandaré, Alvorada do Sul, Anahy, Andirá, Araucária, Assaí, Assis Chateaubriand, Balsa Nova, Bandeirantes, Bela Vista do Paraíso, Boa Vista da Aparecida, Bocaiúva do Sul, Braganey, Cafeara, Cafelândia, Cambé, Campina Grande do Sul, Campo Bonito, Campo do Tenente, Campo Largo, Campo Magro, Capitão Leônidas Marques, Cascavel, Catanduvas, Centenário do Sul, Cerro Azul, Céu Azul, Cianorte, Cidade Gaúcha, Colombo, Congoinhas, Contenda, Corbélia, Cornélio Procópio, Curitiba, Diamante d’Oeste, Diamante do Sul, Doutor Ulysses, Entre Rios do Oeste, Espigão Alto do Iguaçu, Fazenda Rio Grande, Florestópolis, Formosa do Oeste, Foz do Iguaçu, Guaíra, Guaporema, Guaraci, Guaraniaçu, Ibema, Ibiporã, Iguatu, Indianópolis, Iracema do Oeste, Itaipulândia, Itambaracá, Itaperuçu, Jaguapitã, Japurá, Jataizinho, Jesuítas, Jussara, Lapa, Leópolis, Lindoeste, Londrina, Lupionópolis, Mandirituba, Marechal Cândido Rondon, Maripá, Matelândia, Medianeira, Mercedes, Miraselva, Missal, Nova América da Colina, Nova Aurora, Nova Fátima, Nova Santa Bárbara, Nova Santa Rosa, Ouro Verde do Oeste, Palotina, Pato Bragado, Piên, Pinhais, Piraquara, Pitangueiras, Porecatu, Prado Ferreira, Primeiro de Maio, Quatro Barras, Quatro Pontes, Quedas do Iguaçu, Quitandinha, Ramilândia, Rancho Alegre, Ribeirão do Pinhal, Rio Branco do Sul, Rio Negro, Rolândia, Rondon, Santa Amélia, Santa Cecília do Pavão, Santa Helena, Santa Lúcia, Santa Mariana, Santa Tereza do Oeste, Santa Terezinha de Itaipu, Santo Antônio do Paraíso, São Jerônimo da Serra, São José das Palmeiras, São José dos Pinhais, São Manoel do Paraná, São Miguel do Iguaçu, São Pedro do Iguaçu, São Sebastião da Amoreira, São Tomé, Sapopema, Serranópolis do Iguaçu, Sertaneja, Sertanópolis, Tamarana, Tapejara, Terra Roca, Tijucas do Sul, Toledo, Três Barras do Paraná, Tunas do Paraná, Tuneiras do Oeste, Tupãssi, Uraí e Vera Cruz do Oeste.


Publicado em: 30/06/20



Governo gastou apenas 30% dos recursos para combate à pandemia, denuncia Arilson

Ver mais

Arilson vai presidir Frente Parlamentar de Encerramento dos Contratos de Pedágio

Ver mais

Entrega de equipamentos destinados por Arilson para Santana do Itararé

Ver mais

Arilson quer transparência nos incentivos fiscais concedidos para as empresas

Ver mais

Arilson defende fim da substituição tributária para pequenas farmácias

Ver mais