Arilson Chiorato requer crédito a juro zero para agricultores familiares, economia solidária e microempreendedores

Nesta quarta-feira (25), o deputado estadual Arilson Chiorato protocolou na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) envio de expediente ao Secretário da Casa Civil Guto Silva solicitando que seja criado um programa de crédito a juro zero para amparar os agricultores familiares, microempreendedores e empreendimentos da economia solidária do Paraná diante da crise trazida pelo coronavírus (Covid-19).

Arilson Chiorato requer crédito a juro zero para agricultores familiares, economia solidária e microempreendedores

“Solicitamos ao secretário Guto Silva que seja criado um programa de crédito a juro zero, através da Fomento Paraná, para que possamos ajudar a agricultura familiar, microempreendedores e a economia solidária diante da agravante situação econômica gerada por esta pandemia”, afirma o deputado.

A proposta de Chiorato é de que a Agência de Fomento do Paraná coloque toda sua linha de crédito prevista para 2020 com foco em financiar capital de giro das micro e pequenas empresas, empreendimentos da economia solidária, e empreendimentos da agricultura familiar.

“Nossa ideia é de que o crédito emprestado com carência de 12 meses seja quitado em até 24parcelas iguais e sucessivas sem juros, encargos ou multas, para assim respaldarmos este setor, que gera milhões de empregos em nosso Estado”, afirma.

Ainda, segundo a proposição, para fazer jus aos benefícios do Programa, a empresa beneficiada deverá manter empregos e salários dos seus colaboradores durante todo o período do contrato, bem como deverá apresentar certidões negativas de débito junto à União, Estado e Município.

Em contrapartida, o Governo do Estado do Paraná subsidiará para a Agência de Fomento do Paraná os juros e encargos da linha de crédito com a reserva de contingência, algo que já é previsto na Lei Orçamentária Anual (LOA).

“Espero que o Governador Ratinho seja sensível a esta causa e que possamos somar forças para ajudarmos aos empreendedores de baixo capital financeiro a se reerguerem diante desta crise que se inicia. Vamos em frente!”, finaliza Arilson.

Por Louan Brasileiro, da Assessoria de Comunicação

Publicado em: 25/03/20



Arilson e Gleisi destinam recursos para Mandaguaçu

Ver mais

Deputados querem isenção de tributos na conta da Copel e cancelamento do reajuste anual

Ver mais

Arilson questiona Governo sobre socorro aos pequenos empresários

Ver mais

Arilson denuncia perseguição política do governo Ratinho contra Lula e PT

Ver mais

Arilson alerta aumento de casos e óbitos por Síndrome Respiratória não especificada no Paraná

Ver mais